Pelé e a taça da Copa do Mundo Fifa

Pelé e a taça da Copa do Mundo Fifa

Internet, TV, TV iG

Pelé e a taça da Copa do Mundo em exposição. Reportagem de Vagner Lima mostra o evento com o Rei do Futebol e o ex-técnico da Seleção Brasileira, Dunga.

MAIS SOBRE A TAÇA DA COPA DO MUNDO FIFA:

O troféu que substituiu a Taça Jules Rimet foi a Taça FIFA, apresentada na Copa do Mundo FIFA de 1974. Criada por Silvio Gazzaniga e produzida por Milano Bertoni, mede 36,5 cm e é feita de 5 kg de ouro 18-quilates (75%) sólido com uma base (13 cm de diâmetro) contendo duas camadas de malaquita. A taça, que pesa 6,17 kg, tem duas figuras humanas segurando o planeta Terra.

A taça tem “Copa do Mundo FIFA” (em inglês – original – FIFA World Cup) cravada em sua base. Além disso, o nome de cada país ganhador deste troféu, o que exclui os ganhadores da Jules Rimet dado aos vencedores da Copas de 1930 a 1970, tem o nome escrito na parte de baixo da taça. Até o momento seis campeões foram gravados: Alemanha (1974, 1990), Argentina (1978, 1986), Brasil (1994, 2002), Itália (1982, 2006), Espanha (2010) e França (1998). Não se sabe ainda se a FIFA vai aposentar a taça após todos os espaços serem preenchidos na base; isso só ocorrerá em 2038.

Ao contrário da “Taça Jules Rimet”, a chamada “Taça FIFA” e/ou “Mister-Ball”(“Senhor Bola”, segundo o escultor, em homenagem aos inventores do “Foot-ball”, e confirmado também conforme mídia futebolística do primeiro jogo de disputa da mesma), não ficará em definitivo com nenhuma seleção mesmo que ganhe três campeonatos consecutivos ou cinco alternados. A taça poderá ser trocada quando forem ocupadas todas as placas com os nomes dos países campeões, assim sendo ela ficará em poder da FIFA.

Antes que isso aconteça, o campeão do torneio fica com o troféu por quatro anos e após isso recebe uma réplica da original.

Fonte: Wikipedia

VEJA MAIS VÍDEOS E REPORTAGENS DE VAGNER LIMA NO YOUTUBE – ACESSE AQUI

Entrevista polêmica de Ronaldo no Corinthians

Entrevista polêmica de Ronaldo no Corinthians

Internet, TV, TV iG

Vagner Lima acompanhou de perto a entrevista polêmica de Ronaldo no Corinthians. O Fenômeno pede privacidade na vida pessoal, “brinca” com jornalistas sobre o peso e muito mais.

MAIS SOBRE A PASSAGEM DE RONALDO NO CORINTHIANS:

A princípio, o interesse do Corinthians na contratação de Ronaldo foi tratado como algo impossível no Parque São Jorge. Em uma reunião para falar sobre a permanência do atacante Morais na equipe corintiana, também empresariado por Fabiano Farah, o assunto Fenômeno surgiu na pauta. Após vários dias treinando na Gávea e sem receber nenhum projeto para ficar no clube, Ronaldo acertou a sua volta ao Brasil depois de 14 anos pelo Corinthians. Em 9 de dezembro de 2008, o anuncio da contratação do Fenômeno foi feito pelo presidente corintiano Andrés Sanchez através do site oficial do clube. Em 12 de dezembro, a diretoria organizou uma festa pela chegada do jogador no clube com a presença de torcedores no Estádio Alfredo Schürig. Ronaldo assinou oficialmente o contrato em 17 de dezembro. De acordo com o contrato, o atacante receberia o valor fixo de 400 mil reais mais o valor do patrocínio na camisa do clube, onde 20% seriam do patrocinador principal e 80% da manga e calção.

Durante os primeiros dois meses no Corinthians, Ronaldo realizou trabalhos físicos para que pudesse ter condições para retornar aos gramados. Aos poucos, o jogador começou a treinar junto aos demais atletas do elenco corintiano e aumentavam as expectativas para sua reestreia no futebol brasileiro.

No dia 4 de março de 2009, Ronaldo fez seu retorno ao futebol em partida contra o Itumbiara pela Copa do Brasil. O jogador, que começou o jogo entre os reservas, jogou por vinte e sete minutos durante o segundo tempo.

Contra o Itumbiara na Copa do Brasil de 2009, Ronaldo entrou aos 32 min. do 2º tempo e fez sua estreia pelo Timão.

Na partida seguinte, no clássico contra o Palmeiras, em 8 de março de 2009, pelo Campeonato Paulista o técnico Mano Menezes novamente deixou Ronaldo entre os reservas e o colocou durante o segundo tempo. E aos 47min do segundo tempo, o “Fenômeno” marcou seu primeiro gol como jogador do Corinthians (de cabeça, após cobrança de escanteio realizada por Douglas), gol este que assegurou o empate contra a equipe palmeirense. O gol foi assunto em vários portais de notícias em todo o mundo. Três dias depois, em sua terceira partida após seu retorno ao futebol, contra o São Caetano, Ronaldo foi escalado pela primeira vez como titular. Além de jogar durante mais de 80 minutos, o atacante marcou o gol da vitória corintiana. Nesta campanha do Corinthians no Campeonato Paulista, Ronaldo mostrou-se um dos principais jogadores da equipe, mesmo muito acima do seu peso ideal, marcou oito gols nas dez partidas que disputou, e novamente chamou a atenção internacional por suas atuações destacadas, especialmente na segunda partida da semifinal contra o São Paulo e na decisão contra o Santos, onde o Corinthians sagrou-se campeão do Paulistão daquele ano. Ainda neste mesmo ano, foi fundamental para o título da Copa do Brasil, marcando um gol na partida de ida da decisão, contra o Internacional, e garantindo a vaga para a Copa Libertadores da América do ano seguinte. Finalizou sua primeira temporada no Timão com um total de 23 gols, sendo 12 deles pelo Campeonato Brasileiro.

O ano de 2010 não foi tão bom para Ronaldo. Em má forma e sofrendo com seguidas lesões, o Fenômeno entrou em campo poucas vezes naquele ano e viu o Corinthians ser eliminado pelo Flamengo na Libertadores, principal ambição do clube no ano de seu centenário. Neste ano, foram apenas 27 partidas realizadas pelo jogador, sendo onze pelo Campeonato Brasileiro, onde marcou seis gols.

Jogando com a camisa do Corinthians, Ronaldo foi campeão logo nos dois primeiros torneios que disputou: Campeonato Paulista 2009 e Copa do Brasil 2009. Além dos resultados esportivos, a parceria entre Ronaldo e Corinthians também rendeu fora de campo, onde o valor de patrocínio do clube chegou a 30 milhões de reais, maior valor pago a um clube brasileiro na história. Porém, o principal propósito do time corintiano, a Copa Libertadores da América, não foi conquistado pelo jogador, já que o time foi eliminado pelo Flamengo em 2010, devido a regra do gol fora de casa, e pelo Deportes Tolima em 2011, ainda na fase preliminar, conhecida como Pré-Libertadores.

Fonte: Wikipedia

VEJA MAIS VÍDEOS E REPORTAGENS DE VAGNER LIMA NO YOUTUBE – ACESSE AQUI

Repórter na corrida de São Silvestre

Repórter na corrida de São Silvestre

Internet, TV, TV iG

Vagner Lima ataca de repórter na corrida de São Silvestre. Veja os bastidores deste tradicional evento de fim de ano e sinta todas as emoções de um corredor.

MAIS SOBRE A CORRIDA DE SÃO SILVESTRE:

Corrida Internacional de São Silvestre é uma corrida de rua realizada anualmente na cidade de São Paulo, Brasil, no dia 31 de dezembro, dia de São Silvestre (data de morte do Papa da Igreja Católica, canonizado também neste dia, anos depois, no quarto século da Era Cristã) e de onde vem o seu nome.

A corrida, a mais famosa e tradicional do Brasil e a da América do Sul, tem um percurso atual de 15 km pelo centro de São Paulo e é uma corrida mista desde 1975, quando começou a participação oficial das mulheres. Entre 1925, ano de sua criação e 1944, foi disputada apenas por brasileiros. O maior vencedor – e também recordista – da prova é o queniano Paul Tergat com cinco vitórias  e, entre as mulheres, a portuguesa Rosa Mota, que com seis vitórias consecutivas nos anos 1980 é a maior vencedora geral. Entre os brasileiros, o título fica com Marílson Gomes dos Santos, com três vitórias.

Alguns dos maiores fundistas da história do atletismo já participaram e venceram a prova. Além de Tergat e Mota, já correram nas ruas de São Paulo campeões e medalhistas olímpicos e recordistas mundiais como Franjo Mihalic, Gaston Roelants, Frank Shorter, Carlos Lopes, Arturo Barrios, Ronaldo da Costa, Priscah Jeptoo, Derartu Tulu e a “Locomotiva Humana”, o tcheco Emil Zatopek, campeão em 1953.

A São Silvestre é transmitida ao vivo pela televisão para o Brasil e para o mundo pela TV Gazeta e pela Rede Globo de Televisão desde os anos 1980.

Fonte: Wikipedia

VEJA MAIS VÍDEOS E REPORTAGENS DE VAGNER LIMA NO YOUTUBE – ACESSE AQUI

Curiosidades e bastidores do Rali Dakar

Curiosidades e bastidores do Rali Dakar

Internet, TV, TV iG

Veja os bastidores do Rali Dakar num treino de preparação dos irmãos André e Jean Azevedo. Acelere na reportagem de Vagner Lima e conheça todos os detalhes.

MAIS SOBRE OS BASTIDORES DO RALI DAKAR:

O Rali Dakar é a maior e mais dura prova de automobilismo em Todo-terreno. A prova decorre geralmente entre a Europa e a África, com a maior parte das edições a terminar nas praias da capital do Senegal, Dakar, após a passagem pelo deserto do Saara. A prova tem regularidade anual e começa sempre na primeira semana de cada ano. Competem as categorias de automóveis, motos e caminhões.

Em 2009 foi a primeira vez que o Rali Dakar se disputou em terra Sul-americanas. O evento de 2009 foi realizada no Chile e na Argentina, entre 03 de janeiro e 18 de janeiro de 2009. A competição manteve-se na América do Sul desde então. Após a primeira edição sul-americana, o novo figurino do Rali parece agradar à maior parte das Marcas e Pilotos envolvidos não só pela segurança, como pela dificuldade e diversidade do trajeto e pela forte presença de público ao longo das etapas, sendo que dificilmente regressará a África num futuro próximo.

Em 2010 e 2011, o Rali voltou a ser na Argentina e no Chile.

Em 2012 um novo país é visitado pela caravana do Rali Dakar: Peru, terminando o rali na sua capital Lima.

A edição de 2013 será uma inversão do percurso de 2012 iniciando-se no Peru, passando pelo Chile e terminando na Argentina .

Fonte: Wikipedia

VEJA MAIS VÍDEOS E REPORTAGENS DE VAGNER LIMA NO YOUTUBE – ACESSE AQUI

Entrevista com Zé Roberto Guimarães do vôlei

Entrevista com Zé Roberto Guimarães do vôlei

Internet, TV, TV iG

Vagner Lima faz uma entrevista com Zé Roberto Guimarães, técnico da Seleção Brasileira feminina de vôlei. Nesta exclusiva para a TV iG, o treinador conta detalhes sobre a preparação do time para a Olimpíada.

MAIS SOBRE ZÉ ROBERTO GUIMARÃES:

José Roberto Lages Guimarães (Quintana, 31 de julho de 1954) ou simplesmente Zé Roberto, é um ex-jogador de vôlei e atual técnico da Seleção Brasileira de Voleibol Feminino. Considerado legendário pela Federação Internacional de Voleibol, é o único técnico no mundo campeão olímpico com seleções de ambos os sexos: a seleção masculina em Barcelona 1992 e a seleção feminina em Pequim 2008 e Londres 2012. Único tricampeão olímpico do esporte brasileiro, ele também é formado em Educação Física.

Nascido no estado de São Paulo, começou sua carreira no mundo do voleibol nos anos 70, quando atuou como jogador entre os anos de 1969 e 1981. Defendeu vários times brasileiros e também atuou no badalado voleibol Italiano. Além disso defendeu a Seleção Brasileira de Voleibol Masculino em Montreal 1976. Depois de atuar como jogador durante anos, José Roberto iniciou sua carreira como assistente técnico de Bebeto de Freitas em 1988. Nos anos 90 começou a treinar equipes nacionais femininas entre os anos de 1989 e 1991.

A partir do ano de 1992 José Roberto começou a treinar equipes nacionais masculinas. Daí surgiu a oportunidade de comandar a Seleção Brasileira de Voleibol Masculino, onde conquistou os resultados mais expressivos do voleibol masculino brasileiro como a medalha de ouro na Olimpíadas de Barcelona em 1992 e dentre outros títulos de Liga Mundial, Sul-americano e Copa do Mundo de Voleibol. José Roberto permaneceu na Seleção Masculina até a Olimpíada de Atlanta em 1996. Depois disso deixou de trabalhar com o voleibol e virou gerente de futebol no Corinthians.

Em 2000 José Roberto volta a ser técnico de voleibol pela equipe feminina do Osasco onde conquistou vários títulos estaduais, nacionais e internacionais, além de três títulos da Superliga.

No ano de 2003, ele assumiu a Seleção Brasileira de Voleibol Feminino, promovendo uma renovação. Conquistou inúmeros títulos como Grand Prix, Sul-americano, Montreux Volley Masters e Copa dos Campeões. Mas também acumulou alguns fracassos como o da Olimpíadas de Atenas de 2004, Campeonato Mundial de Voleibol de 2006 e Jogos Pan-americanos de 2007. Em 2008, José Roberto conquista o heptacampeonato do Grand Prix e a primeira medalha de ouro olímpica do voleibol feminino brasileiro.

Em Londres 2012, José Roberto se tornou o primeiro técnico de voleibol do mundo a conquistar três medalhas de ouro olimpicas: uma no masculino e duas no feminino. O time brasileiro comandado por ele, após um início de competição difícil – na fase de grupos a seleção não foi bem e quase ficou de fora da etapa de chaves – chegou à final batendo os EUA por 3×1. O primeiro set foi vencido pela seleção norte- americana por 25 a 11, mas a Seleção Brasileira virou o jogo vencendo os 3 sets seguintes e garantindo a medalha olímpica de ouro.

Fonte: Wikipedia

VEJA MAIS VÍDEOS E REPORTAGENS DE VAGNER LIMA NO YOUTUBE – ACESSE AQUI